Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

31
Dez15

Metas para 2016


Avó Madalena

flowers-desk-office-vintage-large.jpg

 A 4 horas do final de 2015 sinto-me abençoada. Foi um ano muito dificil, de muitas perdas, de desorientação e lágrimas. Mas este ano aprendi a desvalorizar o que não tem importnacia, a amar os pequenos momentos e gestos de carinho. Aprendi que o amor não se compra, não se implora... amar é tão simples e natural quanto respirar, é a luz do teu caminho.

Sobrevivi e estou pronta para renascer das cinzas, de tal modo que tenho novos planos, novas orientações. O mundo não parou e eu, bem eu apenas mudei de rumo.

 

As metas para 2016:

- proteger o meu filho de todas as consequncias das mudanças

- estar mais em contacto com a familia

- terminar a tese de mestrado

- retomar as caminhadas / corridas

- realizar a corrida de S. Silvestre (ou outra)

- procurar um emprego na minha área

- deixar as consultas de psicologia / psiquiatria

- ler mais 

- deixar o acuçar

- amar-me

- retomar as poupanças

 

Follow my blog with Bloglovin Top blogs de receitas
23
Dez15

A ostra ferida


Avó Madalena

transferir.jpg

"Quando alguém nos mágoa ou nos fere ficamos muito tristes e até revoltados…
Devíamos lembrar que uma ostra que não foi ferida não produz pérolas.
Pérolas são produtos da dor, resultados da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior das ostras, como um parasita ou um grão de areia.
Na parte interna da concha é encontrada uma substância chamada nácar.
Quando o grão de areia penetra as células do nácar, estas começam a trabalhar e a cobrir o grão com camadas para proteger o corpo indefeso da ostra. Como resultado, uma linda pérola vai se formando ali no seu interior.
Uma ostra que nunca foi ferida nunca vai produzir pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.
Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de alguém? Já foi acusado de ter dito coisas que não disse? Já foi incriminado sem nada ter feito??
Suas idéias já foram rejeitadas ou mal interpretadas?
Já sentiu duros golpes de preconceito? Já recebeu o troco da indiferença? Conseguiu perdoar?? Então você produziu uma pérola.
Cubra suas mágoas com várias camadas de amor.
Infelizmente, são poucas as pessoas que se interessam por esse tipo de sentimento.
A maioria aprende apenas a cultivar ressentimentos, deixando as feridas abertas, alimentando-as com sentimentos pequenos, não permitindo que cicatrizem.
Assim, na prática, o que vemos são muitas “ostras vazias”, não porque não tenham sido feridas, mas porque não souberam perdoar, compreender e transformar a dor em amor.Perdoar é uma arte!!!!

Follow my blog with Bloglovin Top blogs de receitas
18
Dez15

Contagem decrescente para o Natal


Avó Madalena

tumblr_me6urso5NN1rd0wl0o1_500_large.jpg

 

A 6 dias do Natal e ainda não tenho todas as prendas nem o menu vegetariano pronto! 

Follow my blog with Bloglovin Top blogs de receitas
18
Dez15

Quase balanço


Avó Madalena

transferir.jpg

O ano está quase a terminar e o balanço não é negativo, nem positivo. 2015 representa a mudança, a realidade e a força para derrubar muros e mudar de direcção. 

2016 será o ano de transição, de adaptação. Será o ano 0 da vida nova. O ano em que reaprenderei a viver, sonhar, a amar. 

O balanço do que fica, embora muito doloroso foi importante, finalmente desisti não viver mais na mentira e com a mentira. Foi um ano de aprendizagem e curiosamente surpreendente, descobri em mim uma força que desconhecida e não vou nem voltar a trás nem desistir. 

Um mundo novo espera por mim e eu estarei de braços abertos para o receber.

Follow my blog with Bloglovin Top blogs de receitas
02
Dez15

Parar, respirar, marchar


Avó Madalena

Encarar a vida e os problemas de frente pode ser doloroso, mas é o mais indicado para (sobre)viver nesta selva que é a vida.

transferir.jpg

Podes chorar, gritar, pensar em desistir, mas no fundo, bem lá no fundo existe sempre uma pequena luz que  ilumina  o caminho.

Por vezes  esqueço-me do bem que existe na minha vida, das pessoas que me amam, que me respeitam e que nunca desistem de mim e a pequena luz esmorece, mas não apaga, porque as pessoas realmente importantes fazem questão de me lembrar diariamente o quanto sou importante para elas. E isso sim, é que é importante, que tem valor e deve ser preservado.

Esta é uma fase de dor, de renascimento, de libertação, uma fase demasiado lenta que se vai arrastando e moendo o juízo, mas uma fase, que um dia passará. Tento focar-me em outras coisas, ver as coisas de outras perspectivas mas é difícil e acabo por ser vencida pelo cansaço. mas vou crescer, vou aprender e possivelmente ficar mais fria, mas vou sobreviver e amadurecer. O supérfluo fica para trás e comigo ficarão apenas as coisas que são importantes. 

E hoje, bem, hoje vou apenas preocupar-me com o dia de hoje: terminar um gorro, fazer um jantar apetitoso para mim e para o herdeiro, brincar com as cadelas, ver um filme na TV. E só por hoje não me chateio mais, amanha penso nisso...

Follow my blog with Bloglovin Top blogs de receitas
01
Dez15

Dezembro


Avó Madalena

images.jpg

 Dezembro é um mês bom: as festas com a família, os jantares com os amigos, o balanço anual, os planos para o próximo ano, as cores, as luzes, as comidas, a lareira na casa da mãe e da avó. Gosto de Dezembro!

Este ano será um pouco diferente, a família separou-se e com esta alteração novas tradições serão começadas. Mas vamos superar, vamos sobreviver e vamos fazer deste mês um mês de renascimento, de coisas boas!

Aqui em casa só se faz a arvore de natal e as decorações no dia 8, tradição que vem desde que sou miúda que perdura. 

Falta ainda tratar dos presentes, mas como são todos hand made tenho de sair desta fase preguiçosa e começar a trabalhar (e depressa).

 

Follow my blog with Bloglovin Top blogs de receitas

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D