Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

28
Abr17

Retomar


Avó Madalena

Acabei a tese!!! 

E a minha vida não vais mais ser a mesma!  

Este fim de semana prolongado vou aproveitar para dormir, fazer uma limpeza profunda na casa, ler que nem uma desalmada, fazer crochet, preparar os menus, fazer compras e vegetar no sofá. Nada de fotocópias, emails, powerpoint, stress ou pressão académica.

Este fim de semana volta a ser só uma dona de casa, mãe e empregada a tempo inteiro.

O mestrado foi um objectivo cumprido, uma prova superada, um sonho alcançado!  Agora, vou desfrutar um bocadinho o alivio da agenda, pensar na pós graduação e em mim. As rotinas vão voltar!

Fui vegetar! Mas volto em breve para retomar o FLY!

Follow my blog with Bloglovin Top blogs de receitas
11
Abr17

Dieta das Princesas


Avó Madalena

Dieta:

DSC00705.jpg

 "conjunto de alimentos e bebidas ingeridos usualmente por uma pessoa. A palavra "dieta" tem origem no latim diaeta, que vem do grego “díaita”, que significa "modo de vida"

 

Ou seja seguir uma dieta não implica que esteja a tentar perder ou ganhar peso!!! Aborrecem-me pessoas que quando ouvem a palavra dieta associam de imediato a perda de peso.

"As dietas podem ser modificadas e adaptadas com diferentes objectivos, de acordo com as necessidades nutricionais ou restrições alimentares de cada um".

Embora este livro fale de perda de peso, a mim, salta mais à vista, a procura da felicidade, a necessidade de fazer as pazes com o meu corpo, seja ele grande, pequeno, gordo, magro... sim, porque eu sempre vivi em luta contra o meu corpo. Durante anos ouvi dizer que era magra de mais, usei roupa larga para disfarçar, depois passe a usar roupa do meu tamanho mas sem nunca ter conseguido um estilo com que me identificasse.. até que a meio da adolescência optei pelo preto total e ainda hoje perdura.

Confesso que tenho uma relação de ódio com o meu corpo: não gosto das pernas tortas, das mamas e rabo flácido, odeio a minha cara (raramente me vejo ao espelho), mas esta relação não pode continuar. Este é o meu corpo, posso tentar melhorar alguns aspectos, posso alimentar-me melhor, posso fazer umas caminhadas, escolher outro tipo de roupa, mas nunca terei uma mudança radical, não ficarei bonita, mas posso passar a sentir-me bonita. Posto isto, acho que a 15 dias de fazer 38 anos, está mais do que na altura de me pedir desculpa, de me apaixonar por mim, de me namorar e mimar, deixar de ser demasiado critica comigo mesma. Sair do armário e assumir-me.

Olhar ao espelho e conversar comigo: esta sou eu, já comi lume e chorei oceanos, esta sou eu, linda e maravilhosa. Pronta a enfrentar o mundo. E o meu corpo tem estado lá sempre a amparar as quedas, a levar-me de caminho em caminho. Faz parte de mim, mas não é a totalidade do meu eu.

Vou entrar em dieta: dieta de mimos! Comer melhor, mais fruta, menos fritos, beber água, dormir bem, estimar-me.

 

Follow my blog with Bloglovin Top blogs de receitas

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D