Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

07
Jun16

A prisão do medo


Avó Madalena

Tenho meda da mudança, do futuro, do incerto... tenho medo da insegurança e de não prever acontecimentos...

 Nos últimos anos esse medo fez de mim prisioneira. Depois de ter sido mãe, mudei de casa e de cidade, vim para vem logo de tudo o que conhecia. Depois de uma angustiante procura de emprego, fui aceite num escritório, onde fiquei de modo provisório até encontrar algo na minha área de formação. Fui ficando, primeiro porque queria ficar efectiva para poder comprar casa, depois porque veio a crise, depois o desemprego do ex marido e agora o medo de não ter como pagar as contas e sustentar o herdeiro.

Achei que estava a ser consciente e ponderada em ir mantendo o emprego provisório (e onde passei os últimos 11 anos), mas no fundo estava apenas a ser covarde! Retomei os estudos (que neste momento estão em atraso por medo de falhar as minhas altas expectativas), tenho medo de voltar à cidade natal e não me dar bem, tenho medo de ficar aqui e ficar desamparada, tenho medo de ficar mais tempo neste trabalho de tortura, tenho medo de bater a porta e partir...

Um dia um professor disse-menina arrependida.pngme que vivíamos numa caverna, de costas para a porta e a ver apenas as sombras nas paredes... dei uns passos para a entrada da caverna e já consigo ver a luz lá fora, mas algo me impede de dar o salto.

Como encontrar um novo emprego? E se encontrar e correr mal? Como vou alimentar e vestir o herdeiro? Como vai ser?

Sou uma cobarde e sinto-me presa, perdida, atrofiada ... Deixei o medo paralisar os meus sonhos...

Follow my blog with Bloglovin Top blogs de receitas

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D