Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

24
Nov16

Preparar o Natal - Dia 5


Avó Madalena

images.png

Antes de mais: Feliz Dia de Acção de Graças! Absorvemos tantas tradições estrangeiras estranhas e esta que eu considero fantástica não... Tirar um dia para estar com a família e os amigos e agradecer tudo o que de bom nos aconteceu. Adoro a ideia e de uma maneira mais portuguesa vou tentar coloca-la em prática (sem a parte do feridado).

Mas a tarefa de hoje não é comemorar o dia de acção de graças (ainda que o possam fazer), mas sim ir à tarefa mais espinhosa de todas: definir o orçamento disponível para as prendas, decorações, viagens e roupas novas.

Ontem falei do envio dos postais como forma de presentear a baixo custo (a vizinha Sandra comentou que na sua casa se imprimem postais da internet em papel mais grosso e que pinta com o filho - adoro a ideia de fazer o presente, especialmente quando envolve toda a família). 

Mas, queiramos quer não, acabamos sempre por ter de fazer compras (mesmo as prendas caseiras envolvem alguns custos). Primeiro devemos definir quem queremos (e podemos) presentear, fazer uma lista com o nome das pessoas, o presente que temos em mente, o valor que pretendemos gastar e posteriormente o valor gasto. 

Esta lista serve para não nos espalharmos ao comprido com exageros natalícios. (sim, as lojas não ajudam, é cada coisa fofa que até o coração mais mole balança). É preciso ginástica e acima de tudo força de vontade. Não fuja ao orçamento, não use o cartão de crédito, não se endivide por causa do natal.

O natal não são os presentes, o natal é a festa da família e amigos, do convívio, dos risos, da lareira e dos sonhos.

Os nossos filhos pedem por vezes coisas exorbitantes, brinquedos que vão usar umas horas, uns dias e depois descartam. Esta poderá ser a altura para ensinar o valor das coisas e demonstrar que o natal é afecto. Mimos sim, extravagancias não.

Cá em casa vou gastar pouco (também ganho pouco, por isso tenho de ser comedida).

Aproveitei um  fim de semana de loucura de um hipermercado para comprar os legos do M (como fui às compras sem a lista, esqueci de comprar um mimo para uma priminha), a minha avó, tia e sobrinha vão receber mimos em crochet : mantas e cachecóis - não posso esquecer de anotar os valores gastos em material), o mano e a cunhada, o pai e (estou a pensar), as filhas caninas vão receber uns biscoitos caseiros, as vizinhas vão receber um mini cesto em crochet com bombons e eu, se tiver sorte e trocos no bolso, vou mimar-me com um livro (que pode ser em 2ª mão que eu não sou esquisita).

Como tenho a viagem para ir ver a familia o meu orçamento vai quase todo para o gasóleo... ainda assim espero mimar um pouco os que amo, nem que seja apenas com uns bomdons do Lidl ou um postal. O que importa é o que coloco de mim no que ofereço, o sentimento de partilha, o carinho. 

Follow my blog with Bloglovin Top blogs de receitas

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D