Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Roteiro agricola - Novembro

Avó Madalena, 01.11.12

Finalmente os meus espinafres aparentam um crescimento forte, acho que desta vou conseguir uma sopita!!

Vou aproveitar que para a semana estou de férias, pôr a mão no sacho e tratar de semear as alfaces e cebolas que que já está mais que na hora. Estou a pensar em ir ao mercado procurar uns morangueiros para colocar nuns vasitos.

As minhas roseiras andam tambem um pouco desfalcadas, ainda não as podei nem dei tratamento.

Tenho pena de ter um mini quintal (cheio de relva e pedra de calçada), sobrou-me um mini canteiro que eu infelizmente descuido e depois fico triste porque as minhas sementeiras não produzem. Mas tenho de me disciplinar um pouco mais, os tempos são de crise e se eu conseguisse colher unas coisinhas do mini canteiro dava imenso jeito.

Nestas alturas tenho pena de já não estar na santa terrinha, onde quase todos os familiares tem quintais grandes e partilham frutas, legumes e ovos. Desde que vim para o algarve que estes mimos acabaram. Ainda pensei em procurar um terreno para alugar, mas aqui nãoexiste muito essa prática, pensei em comprar, mas pedem verdadeiras fortunas. Restam-me os vasos.

Ali ao lado os meus piri piris... depois de apanhar estes maduras não sei se o pé sobrevirá, quando o comprei envasado já vinha carregado de fruto...resta-me esperar.