Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Zona de semana - WC's

Avó Madalena, 11.03.13

 

E como tristezas não pagam dividas, eis me novamente pronta para mais uma semana.

Já basta o caos do dia a dia, do emprego, da troika, das filas de transito, eu quero é chegar a casa ao final do dia e poder respirar de alivio, ter alguma paz mas acima de tudo sentir-me feliz com a minha família

Para esta semana:

Depois de tirar as tralhas do costume que volta e meia invadem as casas de banho desta casa 
2ª feira: limpar por dentro e fora a sanita (colocar bicarbonato de sódio e vinagre para limpar e clarear a sanita - ecológico e bem mais barato)
3ª feira: trocar as toalhas e tapetes 
4ª feira: limpar os espelhos e a porta da banheira (os vidros com álcool etílico, e a porta da banheira com vinagre)
5ª feira: limpar a banheira e os azuleijos adjacentes
6ª feira: verificar os stocks (produtos de higiene e primeiros socorros - para aproveitar algumas promoções) lavar o chão
Esta semana vou limpar á seria os  WC. A lavandaria foi limpa e organizada no sábado, repus os stocks de detergentes da roupa e amaciadores.
Como ando a começar as limpesas de primavera vou tentar dar uma arrumação no roupeiro, começar a separar algumas roupas, separar umas toalhas de banho mais velhas para "transformar" em tapetes para a cadela e panos de limpeza. 
O que me apetecia mesmo... muito sol para poder limpar já as paredes e tetos e pintar os WC's

Dia 10 - Rir Sorrir Gargalhar

Avó Madalena, 10.03.13
Existe maior alegria que o nosso quintal cheios de amigos, sentados em redor de uma mesa?
Existem sorrisos maiores ou melhores dos que se ouvem aquando um jantar de família?
Existe maior felicidade que ouvir as gargalhadas do nosso filho enaqnto brinca com os amigos?
Existe melhor gargalhada que aquela que dás as 4h da manha enquanto tiras uma fotografia tremida em que apenas tu estás em pijama??

Desafio Berra-me Baixo

Avó Madalena, 10.03.13

 

 

 

 Instruções http://mumstheboss.blogspot.pt/2013/02/instrucoes-berra-me-baixo.html

 

Ontem foi um exemplo de que deveria berrar baixo, deixei que as emoções recalcadas emergissem com um vulcão em erupção. Gritei, chorei, apeteceu-me partir a louça toda. A parte boa é que esta explosão não foi com o M, mas infelizmente ele foi testemunha...

Que legitimad teno eu para pedir ao meu filho para conversar calmamente ao invez de gritar depoiss eu faço uma macacada daqueles??

Vou tentar berra baixo sim, mas  ou alargar a minha rede. 

Vou esforçar me para ser um bom exemplo para o meu filho (ultimamente ele tem sido o meu mentor: é calma, sempre a ver o lado positivo, sempre sorridente). Eu não quero ser aquela mãe deprimente e deprimida que não ve nada além o seu umbigo e se esquece que o melhor da vida está ali ao lado, de sorriso na cara e sem te pedir nada em troca.

O desafio berra-me baixo tem de ser encarado por mim como auxiliador de felicidade, berrar baixo a mim mesmo (sou demasiado exigente comigo, grito imenso comigo mesma).

Berra-me baixo, aprende a dizer o que pretendes usando outras palavras e não alterando o tom de voz. Pensa como era quando eras criança, quando a minha mãe comecçava a gritar eu simplesmente deixava de a ouvir, envolvia-me na minha mente e simplesmente deixava de ouvir... depois ficava a magoa, a dor, o sentimeno que a culpa era minha, que a mãe não gstava de mim. Tenho de voltar as minhas memorias mais vezes e evitar cometar determinados erros.

Dias difíceis...

Avó Madalena, 09.03.13

Tem dias tão dolorosos, dias de chuva e trovoada afectiva, em que tem uma noção amplificada que não pertences a lado alguém, que achas que o mundo te odeia, em que todos a tua volto sorriem e eu fico com vontade de os esbofetear a todos. Nesses dias tentas praticar a piedade contigo mesma, vais ás compras! Mas até as lojas se uniram para te chatear, preços caros, roupa que só fica bem aos outros e aos manequins das montras... nesses dias em que o mundo te odeia e a roupa também optas por um creme, mas a besta da funcionária pergunta-te se a tua pele é da faixa dos 30 ou 40 anos... (eu que sou tenho 33 aninhos )será que não posso abate-la já aqui na loja, pensas tu dentro do teu cérebro, lançando-lhe um sorriso amarelo e de lábio fechado para não lhe cuspires para cima.

Tem dias difíceis que eu odeio e que teimam em demorar a passar, dias em que comes quase 500 gr de gelado e mesmo assim a tua alma pede mais...

Tem dias difíceis em que ser mulher é quase um fardo... nesses dias quero chorar, gritar, fugir... nesses dias nem eu me suporto, sinto-me chata e piegas. 

Queria sair de mim e dar uma volta, tentar ver-me do lado de fora...