Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Dias difíceis...

Avó Madalena, 09.03.13

Tem dias tão dolorosos, dias de chuva e trovoada afectiva, em que tem uma noção amplificada que não pertences a lado alguém, que achas que o mundo te odeia, em que todos a tua volto sorriem e eu fico com vontade de os esbofetear a todos. Nesses dias tentas praticar a piedade contigo mesma, vais ás compras! Mas até as lojas se uniram para te chatear, preços caros, roupa que só fica bem aos outros e aos manequins das montras... nesses dias em que o mundo te odeia e a roupa também optas por um creme, mas a besta da funcionária pergunta-te se a tua pele é da faixa dos 30 ou 40 anos... (eu que sou tenho 33 aninhos )será que não posso abate-la já aqui na loja, pensas tu dentro do teu cérebro, lançando-lhe um sorriso amarelo e de lábio fechado para não lhe cuspires para cima.

Tem dias difíceis que eu odeio e que teimam em demorar a passar, dias em que comes quase 500 gr de gelado e mesmo assim a tua alma pede mais...

Tem dias difíceis em que ser mulher é quase um fardo... nesses dias quero chorar, gritar, fugir... nesses dias nem eu me suporto, sinto-me chata e piegas. 

Queria sair de mim e dar uma volta, tentar ver-me do lado de fora... 

1 comentário

Comentar post