Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Dia da Espiga

Avó Madalena, 16.05.12

 

Amanha (5ª feira da Ascensão) comemora-se o dia da espiga. Por tradição vai se ao campo colher uma raminho com as seguintes flores:

 

- trigo (representa o pão)

- papoila (representa o amor e a vida)

- malmequer (representa o ouro e a prata)

- oliveira (representa paz e o azeite)

- alecrim (representa saúde e força)

- videira (representa o vinho e a alegria)

 

Amanha farei o meu ramo e penduro-o depois atras da porta da entrada de casa  e numa saca de tecido coloco um pão e uma moeda para que não falte  pão, a abundancia, alegria, saúde e sorte em casa.

Gosto de manter estas tradições, trazem de volta a minha meninice e revivo as tradições da minha familia. Numa sociedade em crise de valores tenho necessidade de manter a minha identidade cultural e de a transmitir ao meu herdeiro, sem estas pequenas "festas" sinto me vazia. Claro está que isto aliado ao passeio no campo para colher as flores e fotografar fazem o feriado ter um gosto ainda melhor.

E por ai as tradições são revividas ou já são apenas miragens??