Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

7 hábitos para abandonar se quero ter sucesso

Avó Madalena, 27.03.14

Isto de se passar a vida a sonhar e não correr atrás dos sonhos já chateia.

Sinto que a vida passa e 90% dela passo a lamentar o que não fiz, já chega, já não há pachorra para tanta reclamação.
Passo 1 - deixar de procrastinar: deixar de fazer depois, começo amanhã ou o ainda não estou preparada. Só balelas! A procura da perfeição não me deixa avançar. Hoje é o dia certo para começar (colocar um anuncio numa plataforma)
Passo 2 - Medo do que os outros vão pensar: não sei porque tenho medo ou vergonha, afinal ninguém paga as minhas contas por mim, ninguém convive diariamente com a minha infelicidade, porque hei-de pensar neles. Tenho de pensar que quero sim, que o meu filho, a minha família e os meus amigos tenho orgulho de mim e se eu estiver feliz eles estarão felizes por mim
Passo 3 - deixar a mania de que eu estou sempre certa: é mentira, por muito que me custe eu não sou a dona da verdade, tenho de aprender a ouvir os outros e aprender a deixar de lado esta mania de tentar controlar tudo. As coisas boas da vida não foram programadas, simplesmente aconteceram. Se cair, tenho de saber levantar-me e aprender com essas quedas (aplica-se na integra ao Roller Derby - não posso desistir quando ainda agora comecei)
Passo 4 - inverter a negatividade: estar sempre a sublinhar o que fiz de errado, ver sempre o lado negativo já cansa (a mim e a quem lida comigo). Tem sempre algo de positivo, se até os pontapés nos empurram para a frente, porque tenho tanto medo de viver e arriscar? A felicidade são instantes, momentos, ninguém é feliz 24 sob 24h (só se for tolo), mas virar o jogo e tentar que o positivo seja superior ao negativo é o caminho (fazer lista do que gosto de fazer)
Passo 5 - Deixar de lado as criticas e reclamações: cada vez que abro a boca reclamo de qualquer coisa. Desafio-me a 21 dias sem 1 reclamação. Se estiver para reclamar devo contornar a situação e dizer outra coisa qualquer. Cada vez que falhar faço 10 abdominais para aprender a fechar a matraca
Passo 6 - Abraçar mudança: confesso que mudar me assusta imenso, sou teimosa e medrosa, mas se não mudar não saberei o que me espera, o medo do desconhecido e do que não posso controlar assusta-me, mas tem de ser encarado (vou inscrever - me no grupo das caminhadas e vou tentar ir sozinha)
Passo 7 - Deixar de usar as velhas desculpas: ai não vou porque não conheço ninguém... ai e tal e se corre mal... se não tentares não sabes! Arrisca mulher! Sem medos. Vai devagarinho, mas vai 
Vive sem medo, como se hoje fosso o teu último dia, procurar ser feliz, porque ninguém o fará por ti

1 comentário

Comentar post