Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

A saga da dieta

Avó Madalena, 13.08.14

Quando decidi que tenha de perder algum peso e eliminar o pneu abdominal, pensei que seria muito mais fácil do que na realidade está a ser... tenho "crises" de fome emocional e consigo me menos de 5 minutos estragar 1 dia inteiro de bom comportamento.... Assim que chego  casa descontrolo-me, e devoro o que me aparece pela frente.

Durante o dia não vou sentindo fome, alimento-me de 3 em 3 horas (por vezes menos) mas assim que chega a hora de ir para casa.... sou invadida pelo monstro das bolachas....

Já não bastava o facto de ter de eliminar muitas coisas nestes primeiros 15 dias, o facto de ser vegetariana limita ainda mais a minha condição de futura magra sem barriga. (A soja está proibida por agora).

É difícil fazer dieta, é difícil controlar os impulsos, é difícil dizer não a algumas coisas... Mas nem tudo tem sido negro: já deixei o adoçante e agora só temo café sem açúcar (é tão horroroso que penso seriamente em deixar o café), o meu pequeno almoço é mais saudável e completo, tenho conseguido beber no mínimo 1,5L de água por dia, já me levanto novamente às 7h45m (limite máximo imposto por mim).

Não vou desistir, já consegui coisas mais difíceis na vida por isso, só tenho de controlar esta impulsividade e indisciplina.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.