Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

amanhã é um novo dia...

Avó Madalena, 21.10.14

cama.jpg

Confesso que quando vinha do trabalho sentia-me toda poderosa! Era chegar a casa, agarrar no mini gajo, passar na biblioteca municipal para devolver os livros, ir ao canil doar umas mantas, vir para casa, engomar, começar o destralhamento dos brinquedos, fazer o jantar, tratar da rotina da noite e ler ou fazer um bocado de crochet...

A realidade: chegas a casa, apanhas o M, a caminho da biblioteca descobres que só levas 1 livro, voltas para casa, dás de caras  com a loiça do pequeno almoço, lavas..., vais por roupa a lavar, roupa a secar, apanhar roupa, atiras para cima do sofá da sala...

Começas o jantar, irritas-te com a suposta alma gémea (que entretanto sai para ir ver o jogo sem jantar), jantas, espremes uns pontos negros, tomas banho, vestes o pijama polar para ficares tipo urso, engoles 2 sedoxil e 1 chá para dormir e vais para o sofá a pensar que amanhã é um novo dia...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.