Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Balanço dia 13 - o ninho

Avó Madalena, 10.05.16

É que nem sei por onde começar! (na descrição do balanço e na arrumação em si).Desapego.jpg

Ontem cheguei casa, arregacei as mangas e preparei-me para descer as tenebrosas escadas para o atelier.... fui descendo e desimpedindo os degraus (até aqui correu bem), já lá em baixo, olhei em volta e senti acerbada com coisas: são lãs, caixas, caixinhas, revistas....  não estão muito desorganizado, mas tem definitivamente coisas a mais. Torna o ambiente pesado e a vontade de fugir escada acima trancar a porta e deitar a chave fora é enorme!

Não segui a ideia inicial de seguir os ponteiros do relógio, agarrei um monte de papel e separei revistas de tralha (o monte ficou mais pequeno, mais ainda de tamanho considerável). 

Tenho de abrir caixa a caixa, rever o que está lá dentro e etiquetar a caixa (é mais fácil para perceber o que tenho e onde está o quê). E acima de tudo tenho de perceber se vou voltar a fazer decoupage ou a pintar, se preciso de tanto botão e tecido e o que fazer com as linhas e fios que não gosto particularmente. Traduzindo: tenho de treinar o desapego!!!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.