Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Espero-te

Avó Madalena, 03.02.16

espero.jpg

 

Esperei por ti mas tu não vieste...

O teu lado da cama permanece vazio ... assombrado pela ideia de nunca te conhecer, de nunca te tocar... 

Quando fecho os olhos, juro que sinto a tua respiração no meu pescoço, a barba a acariciar a pele, o olhar despertar um fogo que julguei ter extinto..

Sabes que sonho contigo? Sentes a minha presença nas noites frias? Sentes a minha mão a percorrer o teu corpo? Sentes-me a minha presença como eu te sinto a ti? Tão real que mete medo

A imagem de ti entranhou-se na minha mente e agora, persigo as lembranças, percorro as ruas na esperança de te rever... onde andas? 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.