Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Metas para 2016

Avó Madalena, 31.12.15

flowers-desk-office-vintage-large.jpg

 A 4 horas do final de 2015 sinto-me abençoada. Foi um ano muito dificil, de muitas perdas, de desorientação e lágrimas. Mas este ano aprendi a desvalorizar o que não tem importnacia, a amar os pequenos momentos e gestos de carinho. Aprendi que o amor não se compra, não se implora... amar é tão simples e natural quanto respirar, é a luz do teu caminho.

Sobrevivi e estou pronta para renascer das cinzas, de tal modo que tenho novos planos, novas orientações. O mundo não parou e eu, bem eu apenas mudei de rumo.

 

As metas para 2016:

- proteger o meu filho de todas as consequncias das mudanças

- estar mais em contacto com a familia

- terminar a tese de mestrado

- retomar as caminhadas / corridas

- realizar a corrida de S. Silvestre (ou outra)

- procurar um emprego na minha área

- deixar as consultas de psicologia / psiquiatria

- ler mais 

- deixar o acuçar

- amar-me

- retomar as poupanças

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.