Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

O Ninho - dia 18

Avó Madalena, 03.06.16

Qualquer semelhança à tarefa de hoje com um filme de terror... não é mera coincidência!

getty_rf_photo_of_boots_next_to_welcome_mat.jpg

Hoje será travada uma luta difícil, dia de conquistar o Adamastor!! Já falamos dos Hotspot - o lugar sempre atravancado de tralha, ora o Adamastor é pior ainda. É aquele sitio negro onde até evitamos entrar - o sótão, o escritório, um armário que se for aberto cai tudo.

Hoje seremos as heroínas do dia!! Marca 15 minutos e abre a porta, ataca o mostro que habita ai em casa.... Pois é avozinha.... o atelier chama por ti.... acho que vou atar uma linha ao pé e depois ao cimo das escadas para o meu M conseguir recuperar  o corpo.

Confesso que ando toda empolgada com estas arrumações, aproveito que ando numa de remexer em tudo e ao mesmo tempo trato logo das limpezas da Primavera (que este ano foram adiadas por causa dos dias de chuva) e faço inventário dos objectos que tenho.

Ainda sinto a casa desarrumada, ainda tremo quando batem à porta, ainda sinto que tenho muita tralha... ainda não é tempo de desistir. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.