Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Setembro

Avó Madalena, 01.09.14
Objectivos para Setembro:
  • Levantar (máximo até) 7h 30m
  • Fazer 30Km de caminhadas (mensal)
  • Ler mínimo 3 livros
  • Fazer csaquinho branco em crochet para doar ao Pediátrico do Hospital de Faro
  • Preparar sessões de estudos do M (que foi para a 4ª classe) e as minhas (mestrado)
  • Continuar o declutter (brinquedos e roupas do M)
  • Preparar as limpezas de Outono
  • Retomar terapia com a psicóloga
  • Alimentar-me de forma mais saudável e equilibrada
  • Começar a meditar (pelo menos uma sessão por semana)

Em Setembro temos o ainda aniversário de casamento dos pais, o aniversário do marido, da mãe. Será um mês muito chego, mas o melhor, bem o melhor é que o M termina as longas férias em Coimbra e volta finalmente para casa :)

A preparar a semana

Avó Madalena, 22.02.13

A próxima semana será de algum trabalho extra inerente ao meu part time. Vai implicar 2 reuniões ao final da tarde durante a semana e o próximo sábado ocupado pela malograda reunião de condominio e todo o trabalho pré e pós deliberações. Resta-me assim deixar o menu e as compras semanais já planificadas de moda a que os jantares da próxima semana estejam todos assegurados. 

 

 

O menu está escolhido (inclui mais refeiçoes de peixe para dar continuidade a minha alimentação simplificada e saudável) e a lista de compras concluida.

Amanhã será mais um sábado a correr: compras para tratar, passar no condominio para tratar dos mapas, passar no apartamento da G. para o fechar depois da saída dos hóspedes, tratar de engomar a  roupa.  

Ando cansada, mas os tempos são de crise e numa altura em que os números de desemprego são alarmantes eu não me possa dar ao luxo de recusar trabalho.  A minha sorte é que fazer os menus e as listas de compras e tarefas são um escape e ajudam-me a relaxar um pouco. O que para uns pode ser irritante, para outros é fonte de calma e descompressão.

Para domingo tenho agendada muita televisão, tricot e chá.