Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

09
Mai16

Balanço projecto ninho


Avó Madalena

1.jpg

Distante das redes sociais mas presente nas actividades domésticas!! O desafio Ninho está a correr bem, tenho deitado muita coisa para o lixo e doados outras tantas, mas mesmo assim olho em redor e tudo parece estar na mesma.  

Algumas coisas que vão ficando pendentes provocam aquela angustia do tipo "paguei x por isto..." ou "isto foi-me oferecido por fulana..." e vão ficando para uma 2ª ronda.... sim, sou uma fraca ....

Engraçado como dou valor a objectos que na realidade não passam de lixo... isto deixa-me a pensar no valor que dou às coisas sem valor... será uma carência que tento colmatar? Sentir segurança num objecto... parece ridículo, mas deixa-lo ir ainda é doloroso. Acho que para se fazer um bom declutter se deve começar pelo coração, pelo desapego emocional. 

Mas, eu adoro desafiar-me e acima de tudo adoro superar-me!!!

18
Dez15

Quase balanço


Avó Madalena

transferir.jpg

O ano está quase a terminar e o balanço não é negativo, nem positivo. 2015 representa a mudança, a realidade e a força para derrubar muros e mudar de direcção. 

2016 será o ano de transição, de adaptação. Será o ano 0 da vida nova. O ano em que reaprenderei a viver, sonhar, a amar. 

O balanço do que fica, embora muito doloroso foi importante, finalmente desisti não viver mais na mentira e com a mentira. Foi um ano de aprendizagem e curiosamente surpreendente, descobri em mim uma força que desconhecida e não vou nem voltar a trás nem desistir. 

Um mundo novo espera por mim e eu estarei de braços abertos para o receber.

02
Nov15

Balanço Outubro


Avó Madalena

Outubro foi um mês difícil...

images (1).jpg

 As rotinas domésticas ainda não estão em funcionamento, continuamos em estado sitio, à espera de um ponto final que teima em ser reticencias e adiado só para me provocar azia e pressão psicológica. Não tem sido fácil suportar a vida ex familiar e isso manifesta-se em todo o resto. Sinto que vou desabar a qualquer altura, mas sei que isso não pode acontecer porque nem eu nem o M merecemos isso.

Terei força suficiente para continuar esta luta desnecessária? Terei energia suficiente para acreditar que isto tem um fim? Luto para que sim, para que este pesadelo tenho um fim próximo.

Tenho a vida em suspenso e nas mãos de quem a manipulou e destruiu e isso não é justo. Mas de momento é com isso que tenho de lidar, por isso vou tentar no próximo mês lidar com a situação de forma mais civilizada. Sinto que esta é uma missão que tenho de levar até ao fim por isso as forças virão no momento em que tiverem de aparecer.

Economicamente as contas correram dentro da normalidade: excluindo o facto da carrinha estar na oficina. O sistema dos envelopes correu bem e as contas de supermercado baixaram bastante (já as do take away... subiram) - algo a melhorar em Novembro.

Consegui fazer algumas caminhadas e ler 5 livros. 

Para Novembro temos planeado continuar as caminhadas, as leituras, o crochet, retomar a tese (que entretanto decidi reformular 80% do que já estava).

Vistas as coisas o mês nem foi assim uma desgraça total, apenas a situação do divórcio me atrapalha a vida toda e suga a energia e o bem estar,  o resto vai-se levando com calma. 

17
Dez14

Balancete


Avó Madalena

2014 foi um bom ano, chorei muito, sofri, procrastinei, mas estou mais perto de ser feliz, a minha auto estima está 

paris.jpgmelhor (e maior), a depressão lentamente vai saindo desta cabeça.

Em 2014 saí um pouco mais para a borda da minha caverna: tenho novos ares, voltei ao voluntariado de forma activa, retomei os estudos, melhorei (e muito) a minha relação com o meu filho, aprendi a relativizar e penso mais se quero ter razão ou ser feliz.

Este foi um ano de lutas, mas de muitas aprendizagens. 2015 será para colocar em práticas estas aprendizagens, espero que com menos medicação, menos lágrimas e cada vez mais motivos para sorrir.

Tenho visto o mundo com umas lentes mais coloridas e isso fez me bem, trouxe a mim novas amizades, novos projectos.

Fui feliz em tantos momentos!! E a felicidade é um estado contagiosos, queremos sempre mais!!

No plano material, fui um pouco baldas com o sistema FLY e com as minhas rotinas, mas fiz um declutter mais que no ano passado e estou a rectificar o sistema dos envelopes (com o qual me adaptei bem e que funciona comigo)

Sim, faço um balanço positivo, as estrelas estiveram comigo.

Obrigada ao universo e a quem esteve do meu lado, para o bem e para o mal, e que me fizeram mais forte, mais feliz , obrigada mesmo!

15
Set14

Balancete semana 37


Avó Madalena

Estou mesmo decidida a ficar rica :) por isso há que cortar e poupar. Além de começar nas belas poupanças tenho de entender i fluxo do meu dinheiro para depois fechar algumas dessas saídas. Assim esta semana, no envelopes de recibos e papelinhos das saídas chegamos á triste conclusão que esta semana foi um buraco negro: 

- livros escolares: 59,29€ (estando o M na 4ª classe, supondo que passará para o 5º anos prevejo que só em manuais para o ano de 2015 deve rondar os 150€ ou mais)

- ctt: 0,88€ (envio de um livro)

- tupperwares: 2,80€ (vou começar a fazer panelas de sopa maiores para dar para mais refeições)

- Supermercado: 17.09€

- legumes (no minipreço porque tinham desconto): 3,26€ - tive um desconto de 0,82€

- Comida Natacha: 5,45€ (5 latas de comida no minipreço, ficando a 0,40€ mais barata cada lata que no continente onde costumava comprar) - 2€ de poupança

- Pequenos almoços, lanches e almoços: 7,60€ e esta é sem duvida a rubrica a levar cortar com mais urgência - tenho de trazer mais vezes a marmita, comprar pão ao final do dia para as sandes da manha ou levar o queijo para o trabalho e comprar pão fresco pela manha

01
Jul12

Balanço Junho


Avó Madalena

 

Este mês descambou todas as minhas contas por completo....o seguro do carro (embora todos os meses separe um pouco para depis custar menos, cometi a burrice de mexer numa emergencia familiar e nunca mais consegui repor), pagamento surpresa que embora não fosse directamente meu, sentir a  responsabilidade de o liquidar - pobre, mas honesta...as contas do supermercado (com as férias escolares o herdeiro está em casa e a tomar conta dele está a minha mãe - logo tivemos mais refeições, mas em compensação poupei no ATL)... foi o descalabro.

Para piorar a conta da agua subiu (a relva precisa de mais agua com este calor) e chegou o acerto da EDP... só não choro para não gastar lenços de papel...

Sinto - me mesmo decepcionada, tanto esforço, tanto trabalho e sacrificio, tantas prioridades a serem estudadas .. lá se foram os meus envelopes que ficaram todos vazios, as economias...

Temos o lado positivo:

- se eu não fosse poupadinha não teria conseguido suportar estas "surpresas"

- preciso de preparar melhor o meu fundo de emergencia

- ainda tenho metade do ano para terminar com saldo positivo (tive de pedir um mini emprestimo familiar para todas estas adversidades)

31
Mar12

Balanço domestico financeiro mensal


Avó Madalena

 

Final do mês.. altura de fecho de contas, verificação dos saldos e dos stocks.... e o balanço final é negativo... tive visitas durante uma semana cá em casa e o stock foi ao ar, o orçamento foi ao ar...  resumo... armários, frigorifico e congelador vazios, várias idas não programadas ao supermercado, mais água, luz, gasóleo e  electricidade gasta.

Nota mental a reter... fazer um stock mais elástico para poder estar prevenidade para este tipo de "surpresa".

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D