Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Casa d'avó Madalena

Casa de uma matrafona que mora na Aldêa, passa o dia assentada no pial a dizer patochadas

Quando a mãe se porta mal, quem a põe de castigo??

Avó Madalena, 20.01.13

 

Infelizmente tem dias em que sou uma péssima mãe, falho no mimo, na atenção... uso demasiada psicologia invertida, esquecendo-me que uma criança de 7 anos não entende. Dou por mim a fazer o que os meus pais fizeram comigo - ralho, grito, humilho - e só depois do erro estar feito caio em mim e percebo o quanto magoei o mini gajo.

Sou demasiado exigente, implico por tudo e por nada e acabo por descarrregar nele as frustrações do dia a dia. Eu que deveia ser castigada, ficar sem telemovel ou internet... um castigo do filho para  a mãe mal comportada e mal humorada, um tempo a sós de consciencia pesada para refletir no que fez de errado ... porque um abaço e um pedido de desculpa não chegam...

Agora que me apercebi desta crueldade em mim, luto para me tornar numa mãe melhor, digo o que sinto: que tenho orgulho nele, que acredito nas suas capacidades, que o amo, que se não consegue hoje, amanha será um novo dia., mimo o sem me intimidar , sem receio de mimar só por mimar . . .Psicologia invertida numa criança não funciona, basta pensar que eu com 33 anos fico triste com o que me dizem e acredito e tomo em mim tudo o que de negativo me dizem... se eu sofro com isso quanto não sofre uma criança...

Alguem deveria castigar os pais pelos erros que fazem, as palvras mal ditas, a falta de atençao, o excesso de afazeres, o egoismo. Alguem me deveria castigar...  melhor ainda... eu tenho de me melhorar enquando mãe, pessoa....O meu filho mereçe uma mãe melhor e eu vou lutar para ser essa mãe.

Para ti, minha neta...

Avó Madalena, 11.04.12

Querida A.

foi com lágrimas nos olhos que te conheci e amei te desde o primeiro momento. Acompanhei o teu crescimento, e durante noites e noites o meu peito foi a tua almofada... lembras te que tinhas medo das sombras do quarto? E eu contava te historias até adormeceres e tu tonta de olho brilhante acreditavas em tudo e enrolavas te ainda mais em mim.

Não existem palavras que definam a nossa relação, é um amor infinito, um cordão umbilical que nunca cortamos...

Tenho visto o teu sofrimento e por muito que queira não posso fazer nada... isso são as dores do crescimento, da maturidade... ao contrario da tua infância, não tenho poções magicas ou ervas que te tornem invisível ou super bruxinha. Vais ter de seguir em frente, sempre de queixo erguido... eu limpo te as lágrimas, faço te sorrir mas o resto é contigo. Eu sei que dói, mas a dor faz parte da vida e do crescimento e do alto dos meus cabelos brancos juro que vai passar, vai melhorar e vais ficar muito poderosa, porque na vida tudo passa. Posso dizer que sei porque passei por isso.. mas isso seria egoísmo da minha parte, cada um absorve as coisas de modo diferente e esse é o teu calcanhar de Aquiles.... sofres intensamente com tudo.....

... meu amor, deixa me afagar te novamente, proteger te nos meus braços e contar te uma história... lembras te quando em menina eu te falava de bruxas, lobisomens e afins?? Pois era tudo verdade... metaforicamente falando claro... sim o que não faltam ai são bruxas e ogres... mas lembra te que a menina tinha sempre um final feliz.

Escuta a avó, senta te debaixo do carvalho que já te acolheu tantas vezes....tens mudanças a fazer... fá-las lentamente como se estivesses novamente a aprender a andar, divide o teu objectivo e pequenos sub objectivos (torna se mais fácil de conquistar e a cada conquistar vais te sentir realizada e feliz), limpa de vez essas barreiras (essa depressão, a falta de auto estima, o medo) apenas assim consegues seguir em frente! Dedica te a ti, responsabiliza te por ti, obriga te a ser feliz e a seguir em frente.. tu e só tu és responsável pela tua motivação. Vai sem medo, eu estou sempre aqui para te ajudar.

Traça as tuas etapas e lembra te que a tua felicidade não é negociável...Querida A... não existe um caminho certo, existe o teu caminho! Examina a tua vida como é hoje, olha para o que precisa da tua atenção... começa por ai....

Imagina que a vida é um chocolate... tens de ir dando dentadinhas para saborear, se deres uma trinca grande e engolires alem de não sentires o paladar ainda te podes engasgar...

Minha doce neta... vai.. percorre o teu caminho, mas volta depois a casa d'avó Madalena que te ama e que tem sempre um lugar no peito para ti.

E não te esqueças nunca... és o meu orgulho.

Com amor

a avó que te ama

Madalena